Campanhas em Acção

67.º Dia Mundial da Luta Contra a Lepra
26 de Janeiro de 2020

Estimados Amigos!
A pedido de Raoul Follereau, “o Apóstolo dos Leprosos do séc. XX”(*), a ONU instituiu em 1954 o Dia Mundial da Luta Contra a Lepra que se celebra anualmente no último Domingo do mês de Janeiro.
Se é verdade que em Portugal a doença que vitimou milhares de pessoas está, felizmente, erradicada, o mesmo não podemos afirmar do resto do mundo onde anualmente são diagnosticados mais de 200 mil novos casos e ainda há muitos milhões de pessoas doentes sem tratamento. A lepra tem cura e a OMS quer erradicá-la mundialmente. Uma das grandes dificuldades nesta luta desigual é fazer chegar aos doentes os medicamentos pois, normalmente, vivem longe dos centros de saúde, e farmácias, e não têm condições para se deslocar.
A APARF desde há 33 anos que ajuda nesta luta. Todos os anos continuamos a apoiar dezenas de Instituições que, no terreno, trabalham na prevenção, no diagnóstico, na medicação e na cura de milhares de doentes. Só temos conseguido esse objectivo com a sua generosa ajuda.
No ano de 2020 contamos de novo consigo!
Rogamos aos nossos amigos que organizem a campanha e o respectivo peditório no próximo dia 26 de Janeiro. Poderá encontrar aqui a lista do material que podemos disponibilizar.
“O que eu tenho é o que eu dei.” – Raoul Follereau

(*) Raoul Follereau, escritor, jornalista e advogado, de nacionalidade francesa, abandonou toda a sua actividade profissional para se dedicar à causa dos doentes de lepra.

Estimados Amigos,

Em 1943 Raoul Follereau pedia a cada pessoa que consagrasse pelo menos uma hora por ano do seu salário, rendimentos ou lucros, no alívio dos infelizes. Nascia assim A HORA DOS POBRES.
“Gesto simples, fácil de pôr em prática, ao alcance de todos, mas que tem em si um significado impressionante.

Não se trata, realmente, de uma nota que tiramos distraidamente da carteira para nos vermos livres de um pedinchão. Dar uma hora – ou mais – por ano aos pobres é, antes de mais, dedicar-lhes uns momentos da nossa vida, pensar neles, consagrar-lhes o nosso trabalho. É UMA HORA DE AMOR”.
Os casos de pobreza extrema, tão reais e presentes nos nossos dias, revelam-se cruelmente dramáticos dentro do próprio drama, onde lhes falta tudo e a quem tudo lhes é retirado, até o afecto.

Unidos ao Papa Francisco, que instituiu o Dia Mundial dos Pobres, este ano sob o tema «A esperança dos pobres jamais se frustrará», procuremos ser solidários neste gesto simples e sentido de oferecer UMA HORA aos mais necessitados.

Contribua para os projectos da APARF, através da Conta APARF nº 0557030331431 (CGD – Olivais/Lisboa) – IBAN: PT50 0035 0557 0003 0331 43165