Está nas nossas MÃOS CURAR um DOENTE

Campanhas em Acção

"A HORA DOS POBRES"

13 de Novembro de 2022

Estimados Amigos

“Dar uma hora por ano aos pobres é, antes de mais, dedicar-lhes uns momentos da nossa vida, de pensar neles. Gesto simples, fácil de pôr em prática, com um significado impressionante.” – assim proferiu Raoul Follereau quando pediu a cada pessoa que desse, anualmente, uma hora do seu rendimento (salário, lucro ou outro proveito) para auxiliar os mais necessitados – a Hora dos Pobres.
As crises globais vivenciadas nos últimos anos atiram para mais longe a concretização do objectivo da Agenda 2030 das Nações Unidas, que é a erradicação da pobreza extrema. Hoje vivemos tempos de grandes dificuldades e acentuadas precariedades. As ONG’s em desespero para acudir aos pedidos que lhes são feitos, desdobram-se em acções de sensibilização junto dos Estados e da Sociedade Civil, mas sempre com resultados muito aquém das necessidades.
A APARF, que sempre seguiu as directrizes do legado de Raoul Follereau, leva a cabo, todos os anos, uma Campanha para ajudar os mais pobres e os mais desprotegidos.
Cientes de que não conseguimos acabar com a pobreza acreditamos, no entanto, que juntos podemos melhorar e salvar algumas vidas. Hoje, mais que nunca, é-nos pedido um maior sentido de altruísmo para que se acuda às suas necessidades básicas de saúde e alimentação.
Contamos com a sua ajuda.

Campanhas em Acção

69º DIA MUNDIAL DOS DOENTES DE LEPRA

30 de Janeiro de 2022

Associação de luta contra a lepra

Estimado amigo e amiga,
Ao aproximarmo-nos da celebração do Dia Mundial dos Doentes de Lepra a Associação Portuguesa Amigos de Raoul Follereau não pode deixar de invocar a data e sensibilizar a opinião pública para a problemática da doença da lepra em Portugal e no Mundo.
Ao longo dos 35 anos de existência, a APARF apoiou 1.885 projectos, no valor de 19.039.480,68€ destinados à prevenção, tratamento e cura da doença da lepra. Na sua prevenção: combate à fome, subnutrição e acesso à água potável; no tratamento e na cura: com voluntários no terreno, que identificam a doença, tratam das feridas e providenciam o acompanhamento e a medicação correctos.
Com o agravamento das situações de extrema pobreza, devido à pandemia, há uma preocupação acrescida com a evolução das condições propícias à propagação da doença. Anualmente são identificados mais de 200 mil novos casos de lepra no mundo, comunicados à OMS, mas receamos a eclosão de muitos mais casos.
Embora vivamos momentos de alguma incerteza, medo e angústia, precisamos muito da sua ajuda na campanha e no peditório do Dia Mundial dos Doentes de Lepra. Com o objectivo de continuar a chegar mais longe e a quem mais precisa contamos consigo para promover, divulgar e incentivar as pessoas conhecidas e amigas a colaborarem com a APARF. Só assim, convosco, conseguiremos.
Juntamos alguma documentação e lista de material para a Campanha/2022. Não hesite em requisitar.
Os donativos podem ser enviados por vale de correio, transferência bancária, cheque ou multibanco.
“A caridade tudo pode vencer. E tudo pode curar.” (Raoul Follereau)
Com elevada estima e consideração e os sinceros votos de um Bom Ano.