Associação Portuguesa Amigos de Raoul Follereau, apoia anualmente dezenas de projectos de prevenção, tratamento e cura, assim como de reabilitação e reinserção de milhares de doentes de Lepra/Hanseníase.

Porque é que ainda existe lepra nos dias de hoje?

Porque existem casos de extrema pobreza no mundo. A falta de acesso à água potável, saneamento básico, alimentação e um fraco sistema imunológico  são  alguns dos factores que deixam as populações propensas à doença de lepra…

Como é que a doença de lepra é transmitida?

A doença da lepra é transmitida através de gotículas suspensas no ar. Mas, é necessária uma exposição prolongada com um paciente infectado para que a doença seja transmitida. Conviver com uma pessoa infectada não significa que venha a contrair a doença.

Como se pode prevenir a doença da lepra?

Com o diagnóstico e tratamento precoce em conjunto com a dotação das populações de água potável, sabão, educação e do melhoramento ao acesso aos serviços básicos de saúde, podemos eliminar, com sucesso, a doença, a discriminação e o estigma. 

Sobre os Projectos da APARF

Os Projectos da APARF são, na sua maioria de prevenção, tratamento e cura da doença da Lepra.

Não esquecendo outras doenças negligenciadas e outros flagelos como as catástrofes naturais que se têm visto os países mais pobres.

O apoio a famílias de doentes e ex-doentes de lepra tem sido importante para a melhoria das condições de vida das pessoas.

Assim como em países onde a doença ainda é um problema de saúde pública, quer noutros países como é o caso dos doentes em Portugal, que, embora sejam num número reduzido recebem o apoio e a ajuda necessária.

Com a finalidade de prevenir a doença de lepra, a APARF, contribui para furos de água potável, alimentação e formação.

No fundo a base para a prevenção de tantas outras doenças.

Agradecendo a todos os seus sócios, benfeitores e voluntários dizemos com Raoul Follereau “AMAR É AGIR”.

0
0
Projectos apoiados
0
Países
0
Euros
Associação de luta contra a lepra

AVISO: Informamos que a APARF não faz campanhas de angariação de fundos por telefone. Todos os contactos que sejam estabelecidos por este meio, com tal objectivo, são utilização abusiva do nome da APARF.