Contribua para os Projectos da APARF

TANZÂNIA – PROJECTO 16/2019

Projecto: Programa de alimentação – Blessed Edmund Pre & Primary School

O pedido chega à APARF através da Irmã Jenipher Mutale da Congregação das Pequenas Servas de Maria Imaculada (Congregation of the Little Servants of Mary Immaculate Sisters) conhecidas na Zâmbia como Irmãs Kasisi. Trata-se de uma congregação religiosa de mulheres dedicadas a trabalhar com os órfãos, os pobres, vulneráveis e marginalizados.

Têm uma escola, com 217 alunos, numa das aldeias conhecidas como Kiabakari. Estão com dificuldade em administrar a escola porque a maioria dos alunos não está a pagar as taxas que ajudam a manter o funcionamento da mesma. Tem sido difícil também alimentar as crianças pobres porque, 70% dos alunos têm apenas uma refeição à noite nas suas casas. Escreve-nos: “Não é possível pedir-lhes que saiam para o almoço, porque, mesmo se fossem a casa voltariam sem comer… Por favor, ajudem-nos com o orçamento e apoiem estas crianças pobres que precisam de uma boa educação.”

A Irmã Jenipher envia também uma relação de 16 crianças onde discrimina a dificuldade que cada uma delas tem em casa. A título de exemplo:

• Grace Chabala Mulenga, tem 5 anos de idade e está em STD.1. O seu pai, abandonou a sua mãe quando esta estava no sexto mês de gravidez, a mãe não tem trabalho específico, apenas limpa as ruas, mas queria que a filha fosse educada.

• A Winfrida Mtatiro tem 6 anos e é muito brilhante na escola, ela está em STD.1. A educação é a primeira preocupação da sua mãe, mas ela é apenas uma camponesa que cultiva mandioca – mãe solteira.

A Direcção da APARF pretende apoiar este Projecto com a verba de 5.000,00 Euros.

MOÇAMBIQUE – PROJECTO 23/2019

Projecto:  “Saúde e Nutrição Infantil 2019”

O Pe. Ricardo Marques, da Sociedade Missionária da Boa Nova, é pároco da Paróquia Maria Auxiliadora, em Pemba, Moçambique.
A população da Paróquia é muito carenciada sendo elevados os números de HIV, lepra, tuberculose, malária e cólera, bem como a desnutrição infantil crónica atingindo, esta, sobretudo, a faixa etária infantil até aos 5 anos de idade. “A fome em Pemba continua a ser uma realidade cruel que atinge a maioria das famílias com particular relevo para as crianças”. Tanto o número de crianças desnutridas como a taxa de mortalidade infantil são inaceitavelmente elevados.

Neste contexto lançou a iniciativa “Saúde e Nutrição Infantil 2018” para a qual contou com o apoio da APARF. O projecto apoia crianças com doenças várias e desnutridas ajudando-as com tratamentos clínicos, medicamentos e alimentação e o seu êxito abrange mais de 400 crianças.

Não tendo a Paróquia condições para a autossustentabilidade do projecto e dada a sua pertinência para o crescimento saudável das crianças, o Pe. Ricardo solicita à APARF apoio para a sua continuidade no ano de 2019.

A Direcção da APARF decidiu apoiar o pedido no valor de 15.000,00 Euros.

Contribua para os projectos da APARF, através da Conta APARF nº 0557030331431 (CGD – Olivais/Lisboa) – IBAN: PT50 0035 0557 0003 0331 43165 

Consignação de 0,5% do IRS

………………………………………

Faça a sua encomenda por telefone: 218 520 520 ou por email: aparf@aparf.pt

Modo de Pagamento:
– Transferência Bancária – IBAN: PT50 0035 0557 0003 0331 43165 – CGD Olivais/Lisboa
(agradecemos o envio do comprovativo por e-mail ou por correio)
– Depósito Bancário – conta APARF n.º 0557030331431 – CGD Olivais/Lisboa
(agradecemos o envio do comprovativo por e-mail ou por correio)
– Cheque à ordem da APARF
– Vale Postal endereçado à APARF

………………………………………

Ser Sócio Efectivo

No dia 24 de Março reuniu a Assembleia Geral da APARF. Da ordem de trabalhos constou a Aprovação de Contas do ano 2017 e o respectivo Relatório, assim como o parecer do Conselho Fiscal. Até 30 de Novembro, a Assembleia reunirá novamente, para apreciação e votação do Programa de Acção e Orçamento para o ano seguinte.

Além de se tratar de obrigações legais e estatutárias, as Assembleias são momentos muito importantes de reflexão na vida das Associações. A Direcção é chamada a prestar contas de todo o trabalho desenvolvido, apresentando também soluções e actividades que permitam a continuação dos seus objectivos.

Quando reflectimos sobre a nossa actividade, sabemos que fica sempre muito por fazer na imensidão de problemas que afligem os mais pobres e doentes. Os desafios são inúmeros… mas a resposta tão positiva que recebemos dos nossos Amigos, Colaboradores e Associados, são a prova inequívoca que o Amor não falta nos seus corações e graças a ele, podemos continuar a estar presentes nos pequenos projectos que apoiamos.

Se sentir disponibilidade para ser Sócio Efectivo, não hesite em contactar-nos. O seu contributo será valioso!

Lembramos Santa Teresa de Calcutá: “Não se podem fazer grandes coisas mas apenas pequenos gestos de grande amor”. Obrigado!

direccao@aparf.pt

………………………………………

Voluntariado APARF