PROJECTOS

CHADE – PROJECTO 08/2018

Miguel A. Sebastian, Missionário Comboniano, Bispo Diocesano do Laï, agradece toda a ajuda da APARF, apresenta o Relatório de contas de 2017 e solicita novo apoio para o Hospital S. Michel de Dono Manga.

Este hospital, administrado pela Diocese, fica situado a 78 Km a leste do centro da Diocese do Laï e funciona desde Março de 2006, servindo uma população de cerca de 140.000 habitantes.

Escreve-nos:

“Espero que também este ano, como nos anos anteriores, a APARF possa ajudar-nos e aceitar o nosso pedido de 50.000 euros…

Os meus votos de felicidade para todos os amigos da APARF e as suas famílias. Que o Senhor vos abençoe e faça frutificar o vosso trabalho. OBRIGADO POR TUDO.

Com amizade, D. Miguel”

A Direcção da APARF pretende continuar a apoiar este Projecto com o valor solicitado de 50.000,00 Euros, colaborando para que o Hospital continue a tratar e a cuidar de todos os doentes e crianças desnutridas que ali acorrem.

Hospital S.Michel – Bloco Operatório
Hospital S.Michel – Maternidade e Medicina Geral

ETIÓPIA – PROJECTO 09/2018

O P. Joaquim José Moreira da Silva, Missionário Comboniano a trabalhar na Missão de Gilgel Beles, Benischangul Gumuz, desde 2010, solicita à APARF ajuda na educação pré-primária das crianças das aldeias mais isoladas do distrito de Mandura.

Valores estimados para um ano escolar (9 meses):

Açúcar e farinha: 1.200,00 Euros

Cereais, feijão, grão-de-bico, …: 7.000,00 Euros

Gastos de transporte: 1.500,00 Euros

Material escolar: 300,00 Euros.

A Direcção da APARF, em 2018, pretende manter o apoio a este Projecto com o valor solicitado de 10.000,00 Euros.

MOÇAMBIQUE – PROJECTO 15/2018

Projecto de apoio a pessoas com lepra e necessitados de Mitande.

Doente de Hansen

“O Posto Administrativo de Mitande é constituído por zona rural, onde as pessoas têm acesso a água através de poços e furos. Não possuem rede eléctrica nem água canalizada, vivendo geralmente em casinhas erguidas com blocos feitos de terra local, capim e bambu. A principal actividade económica é a agricultura de subsistência, rudimentar, dependente das condições climatéricas, com uma colheita anual, em Maio/Junho, o que deixa as famílias numa situação de constante instabilidade.

O projecto tem como foco principal o apoio a pessoas a quem foi diagnosticada a doença de Hansen e que fizeram tratamento ou se encontram a realizar o tratamento actualmente. Além disso, procura apoiar outras pessoas que, por diversos motivos, se considerou necessitarem de uma ajuda externa para poderem obter os recursos básicos à sua sobrevivência e aqueles que por situação de saúde necessitam de apoio para receberem cuidados médicos num hospital de referência. Assim, são apoiadas um total de 282 pessoas, sem contarmos os que não estão na lista.

Além destas pessoas com necessidades específicas […] as Irmãs Teresianas têm ao seu cuidado o Centro Nutricional Maria Ana Mogas. Este Centro atende actualmente cerca de 60 crianças em regime de ambulatório que necessitam de apoio nutricional por motivos de desnutrição […] e órfãos.” Ir. Perpétua Namingu

A Direcção da APARF deseja continuar a apoiar este Projecto com o valor solicitado de 10.000,00 Euros.

ANGOLA – PROJECTO 17/2018 

“Após 3 anos de presença em Angola, os Missionários da Consolata juntaram-se aos profissionais de saúde que trabalham na Pastoral da Criança para desenvolver uma Campanha de angariação de fundos que permita ajudar as crianças desnutridas.

O pequeno Rodrigues tinha apenas cinco meses quando perdeu a mãe. Foi acolhido pela avó paterna, mas a falta de leite materno e as dificuldades económicas, fizeram com que fosse definhando em vez de crescer. Quando chegou ao centro de saúde da Pastoral da Criança, um mês depois de ter ficado órfão, pesava apenas seis quilos. Estava desnutrido, sofria de paludismo, febre tifóide e gripe. Passou a ser acompanhado pelas técnicas de saúde, quase todas religiosas, e hoje, com quase dois anos, pesa mais de 10 quilos e já sorri.

Inspirados na história do Rodrigues, que é apenas uma no universo de milhares de outras semelhantes em Angola, os Missionários da Consolata que trabalham nas paróquias da periferia urbana de Luanda […] decidiram lançar uma campanha de angariação de fundos, para ajudar as famílias desfavorecidas, com problemas de desnutrição. […] É assim que nasce a campanha “Crianças Saudáveis”, que será inteiramente dedicada a reforçar o atendimento e acompanhamento de mães com filhos desnutridos. […] O projecto vai beneficiar mais de 500 famílias e aproximadamente 1300 crianças […]

Thomas Leon Mushi (Missionário da Consolata)

A Direcção da APARF pretende apoiar este Projecto com o valor de 5.000,00 Euros.

MOÇAMBIQUE – PROJECTO 01/2018

A Enfermeira Estrella Arjomil Soto a trabalhar em Moçambique há 10 anos solicita à APARF a renovação do Projecto, por mais dois anos, para continuar o seu trabalho junto dos leprosos, na Diocese de Pemba. Com muita dedicação e amor visita os doentes nas aldeias mais recônditas, diagnostica novos casos, leva-lhes a esperança da cura dando-lhes formação para melhor enfrentarem a doença e minorarem o sofrimento.

Escreve-nos: “Agradeço muito, muito mesmo, de coração, a toda a família da APARF a sua grande ajuda, sem a qual não poderia ter feito quase nada.

Que o grande sorriso de Deus nos acompanhe todos os dias deste novo ano e que continue a dar forças para que este nosso mundo sinta um pouco mais o cuidado amoroso de Deus através dos nossos pequenos gestos.
Um forte abraço cheio de carinho e gratidão”.

A APARF, conhecedora do excelente trabalho desenvolvido pela Enfermeira Estrella que trabalha com o apoio total da Diocese de Pemba, pretende continuar a apoiar este Projecto por mais dois anos (2018 e 2019) com o valor de 30.000,00 Euros, entregue faseadamente.

MOÇAMBIQUE – PROJECTO 06/2018

Tragédia a 19 de Fevereiro em Hulene

O P. Anastácio Jorge, Missionário da Boa Nova, escreve-nos: “Foi uma chuva muito forte e intensa, em remoinho, que fez cair o lixo que se encontra à altura de uma casa de 3 andares, lama e água sobre as casas e muita desta gente morreu dentro de casa, outra gente a fugir… há pelo menos um bébé de pouco mais de um mês que morreu e duas crianças… e gente conhecida (…) Estou rodeado de pedidos de emergência …”

A Direcção da APARF deliberou um apoio de 7.500,00 Euros para ajudar as vítimas desta tragédia.

PORTUGAL – PROJECTO 04/2018 

“A Conferência de S. Vicente de Paulo de Ermesinde foi criada em 1955 com o objectivo de ajudar os mais pobres da Paróquia de Ermesinde (…)

A Conferência preocupa-se com a promoção do Homem na sociedade, através de um sentimento de afecto e respeito pela dignidade de cada pessoa, da oferta de amor, a que todos têm direito, da compreensão e receptividade a uma confidência ou a um desabafo, um conselho com uma palavra amiga, um olhar carinhoso, motivos de fé e de esperança”.

Em 2017 solicitaram à APARF um apoio financeiro para medicamentos com vista a ajudar as famílias mais carenciadas que “muitas vezes têm que escolher entre comer ou cuidar das suas maleitas”.

“A presente ajuda da APARF foi muito importante para as famílias mais carenciadas da cidade de Ermesinde. Desta forma, foi possível contribuir para o bem-estar físico destas pessoas, que podemos considerar como os leprosos do século XXI”.

A Direcção da APARF deseja continuar a apoiar este Projecto com o valor de 750,00 Euros.

REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA – PROJECTO 05/2018

“Há vários anos, que nós, LMC (Leigos Missionários Combonianos), trabalhamos lado a lado com os Missionários Combonianos do Sagrado Coração de Jesus (MCCJ) na Missão Católica de Mongoumba. O nosso trabalho desenvolve-se com uma atenção especial ao povo pigmeu Aka, principalmente nas áreas da Saúde e Educação e JPIC.

Desde já, a comunidade LMC presente em Mongoumba, agradece a atenção dispensada à realidade do povo pigmeu. É, de facto, com a constante colaboração de todos que a Missão vai continuando o seu serviço em prol dos mais desfavorecidos e que, pouco a pouco, todos juntos, vamos construindo um mundo melhor, “para que muitos possam ter vida e tê-la em abundância”. (cf. Jo 10,10)

Maria Augusta Pires, Leiga Missionária Comboniana Para dar continuidade ao precioso trabalho desenvolvido pelos LMC, no combate à doença da Lepra, tuberculose, Pian, e desnutrição a APARF deseja apoiar este Projecto com o valor solicitado de 11.850,00 Euros.


Contribua para os projectos da APARF, através da Conta APARF nº 0557030331431 (CGD – Olivais/Lisboa) – IBAN: PT50 0035 0557 0003 0331 43165