A APARF em Portugal 2021

———-

Projecto 29/2021
Projecto: “Apoio à ex-hanseniana e família”

A D. J.S. tem 46 anos de idade, é casada e mãe de duas filhas de 22 e 14 anos.
Em 2002, no Hospital de São Marcos, em Braga, foi-lhe diagnosticada a doença de Hansen. Após um longo período de tratamento e posterior recaída, esta paciente encontra-se reformada por invalidez, com a reforma mínima. Sofre com muitas dores, sobretudo nas mãos e nos pés, tendo sido, várias vezes operada. Nos últimos anos, graves problemas nos olhos e infecções nos ossos, obrigam-na a constantes (semanais, ultimamente) deslocações ao hospital.
As filhas também têm alguns problemas de saúde e o trabalho do marido é muito precário.
A Direcção deliberou aprovar o projecto pela verba 3.500,00 Euros.

———-

Projecto 28/2021
Projecto: “Continuação do apoio a ex-hanseniana”

A D. M.F., ex-hanseniana, tem várias sequelas da doença que a impossibilitam de trabalhar, encontrando-se reformada por invalidez, desde Setembro de 2013.
Agradece muito o apoio da APARF, pois o baixo valor da sua reforma não lhe permite fazer face às despesas. Tem um quarto alugado a estudantes, como complemento para ajudar a pagar a renda, mas no último ano, com os confinamentos, a situação não tem sido fácil. Mesmo com as debilidades que tem continua a fazer “umas horas” nalgumas casas particulares.
A verba dos projectos anteriormente aprovados foi entregue faseadamente, de acordo, sobretudo, com as necessidades apresentadas pela doente.
A Direcção deliberou aprovar o projecto pela verba 3.500,00 Euros

———-

Projecto 27/2021
Projecto: “Apoio à ex-hanseniana e família”

A Sra. C.P. é uma ex-hanseniana que a APARF apoia desde 2001. Apresenta graves deformidades no rosto, mãos e pés, devido aos efeitos da doença. Tem 72 anos, é viúva e tem 5 filhos, todos com graves problemas de saúde e de integração social (desemprego, doença física e mental e outros).
Socialmente excluída e com grandes carências económicas, esta família é constituída por 5 agregados familiares, com um total de 13 pessoas, das quais 4 são menores. Embora em habitações diferentes, vivem todos em fogos no mesmo espaço/quintal.
As verbas dos projectos são entregues faseadamente de acordo com as necessidades apresentadas pela família, sempre à D. C.P. e por pagamento directo à farmácia, que adiantam os medicamentos, mediante receita médica, com posterior apresentação da factura. Nos últimos anos também temos pago o IMI da propriedade, ainda indivisa, para se evitarem as penhoras.
A Direcção deliberou aprovar o projecto pela verba 3.500,00 Euros.

———-

Projecto 16/2021
Projecto: “Apoio Social Portugal – COVID 19”

As paróquias de Olivais Sul e Santa Maria dos Olivais desde sempre tiveram uma acção social muito activa dadas as carências e dificuldades de muita da população aqui residente. Já tiveram ajuda da APARF por diversas ocasiões, nomeadamente durante a última crise de 2011/2014.
Em 2020, e em consequência da crise provocada pela Covid-19, que veio agravar a situação das famílias, a APARF ajudou as paróquias. O Pe. Bruno Machado, pároco de ambas as paróquias, pede a renovação da ajuda para o ano de 2021 pelo mesmo valor.
A redução dos rendimentos provocada pelo lay-off, o desemprego e o trabalho precário, levaram algumas famílias, extraordinariamente, a pedir ajuda nas paróquias tanto na alimentação como pagamento dos serviços básicos. O Pe. Bruno, através da acção social da paróquia, tem referenciadas, nesta situação, 35 famílias, 110 pessoas, das quais 49 são menores.
A Direcção deliberou aprovar o projecto pela verba 5.000,00 Euros.

———-

Projecto 10/2021
Projecto: “Apoio Social Portugal – COVID 19”

O pedido chega à APARF no âmbito do Fundo criado para o “Programa de Apoio em Portugal Covid-19”, aprovado na acta da Direcção com o nº. 361, para apoiar as vítimas dos efeitos da pandemia e difundido pelas Dioceses na Conferência Episcopal, pelo Bispo da Pastoral Social. O primeiro contacto deste pedido foi feito pelo Bispo da Diocese de Santarém, Dom José Traquina, dando-nos nota da dificuldade desta sua paróquia, pedindo-nos a ajuda possível.
No Centro Social e Paroquial da Asseiceira o desemprego e o lay-off em 2020/21 vieram agravar a situação, já de si precária, das populações assistidas.
Apoiam num total de 114 pessoas com cabazes e refeições diárias, farmácia e despesas domésticas.
A Direcção deliberou aprovar o projecto pela verba 5.000,00 Euros.