A APARF em Moçambique 2020

Projecto 21/2020
Projecto: “Apoio aos doentes do hospital de Iapala”

As Irmãs de São João Baptista são as responsáveis pelo funcionamento do hospital de Iapala no Distrito de Nampula.
Pedem-nos apoio para compra de medicamentos, material médico-cirúrgico e alimentação para os doentes internados.
Orçamentam as despesas em 11 mil euros (6.000 para medicamentos e material médico-cirúrgico e 5.000 para compra de alimentos. Conseguem algum autofinanciamento.
A população atendida, mensalmente, rondará as 4.150 pessoas (2.075 crianças e 2.075 adultos).
As doenças mais rastreadas são a lepra, a tuberculose, Malária, HIV, anemia e desnutrição.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 10.000,00 Euros.

Projecto 20/2020
Projecto: “Compra de viatura para apoio a doentes”

As Irmãs de São João Baptista continuam a desenvolver no Distrito de Nampula o projecto de apoio aos doentes e gestão de alguns postos hospitalares. É o caso do Hospital de Iapala.
A Missão de Iapala dista 170 Kms de Nampula e agora a estrada está minimamente transitável aos veículos automóveis. O carro que possuem está velho pois tem mais de 30 anos, a maioria das vezes utilizado no mato a caminho das comunidades e até há pouco tempo mesmo a ida a Nampula era uma aventura numa estrada de terra batida. O carro é indispensável para a missão de busca e transporte de doentes quer para o hospital de Iapala quer para o hospital de Nampula em ambos os casos, para os quais, não têm recursos e para o abastecimento de medicamentos.
É uma zona com inúmeros casos de doenças infecto-contagiosas, e de fracos recursos, como já foi possível constatar quer por membros da APARF quer por voluntários que estiveram no terreno. Dão também apoio aos doentes de lepra na Missão do Gilé.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 17.500,00 Euros.

Projecto 19/2020
Projecto: “Matar fome das Crianças é dar vida”

O P. Wilson Reveque, Missionário de São João Baptista, solicita apoio à APARF para a alimentação das crianças pobres que frequentam o Centro Infantil Pe. João Maria Haw, em Nampaco-Nampula.
“… os Missionários de São João Baptista sentiram a necessidade de responder a este flagelo educativo, alimentar e nutricional, construindo um Centro Infantil Pe. João Maria Haw, para acolher, acompanhar, formar e alimentar crianças desfavorecidas e pobres de idade compreendida entre 2-5 anos.
Sabendo que a má nutrição e fome são causas de elevada taxa de mortalidade infantil, má formação física-motor e psicológica das crianças e que a mesma fome é grande lepra actual…”

Os Missionários S. João Batista têm tido um papel fundamental nas áreas educacional, saúde e social, nas classes sociais mais desfavorecidas, na Diocese de Nampula.
Com o objectivo de acolher, formar e dar alimentação nutricional às crianças pobres pedem a renovação do apoio à APARF para a alimentação de cerca de 135 crianças, entre os 2 e os 5 anos, durante 9 (dez) meses, de Março a Novembro.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 5.000,00 Euros.

Projecto 18/2020
Projecto: “Cuidar e Reabilitar”

O início do apoio da APARF ao Centro das Mahotas remonta a 2003.
As Irmãs Hospitaleiras, desde essa data, têm feito um trabalho extraordinário junto das populações mais pobres com méritos reconhecidos pelas próprias Entidades públicas e que não seria possível sem o apoio da APARF.
A APARF já visitou por diversas vezes estes projectos tendo testemunhado e dado boa nota da sua implementação, resultados e da importância que tem nas populações locais.
Para o ano de 2020 apontam-nos algumas necessidades básicas (alimentação, medicamentos, ordenado para 1 ano de 1 enfermeira, e outro pessoal médico) e outras necessidades que dão continuidade ao trabalho que tem sido realizado e que se enquadram nos objectivos da APARF.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 15.000,00 Euros.

Projecto 17/2020
Projecto: Paróquia de Zobwe/Nkondezi- Diocese de Tete

O senhor Bispo de Tete, D. Diamantino Antunes, deu-nos nota da imensidão da sua Diocese e das grandes dificuldades do povo. Entregou, em mão, um pedido de ajuda para crianças subnutridas (40 dos 0 aos 3 anos) na Missão de Zobwe.
… a maioria das crianças afectadas sofrem de má-nutrição por variados motivos…” A morte prematura das mães, ou durante o parto ou por doenças como o HIV, juntamente com a fraca e deficiente alimentação no período de aleitamento gera graves problemas nestas crianças recém-nascidas.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 2.500,00 Euros.

Projecto 16/2020
Projecto: Centro de hanseníase de Nkondezi

O senhor Bispo de Tete, D. Diamantino Antunes, entregou, em mão, um pedido de ajuda para o Centro de Hanseníase de Nkondezi, que é gerido pelas Irmãs Mercedárias Missionárias, sendo o senhor Bispo o responsável.
O centro, actualmente, conta com 40 doentes a necessitar de apoios básicos de alimentação pois não têm condições físicas para criar meios de subsistência. “… Apesar da fertilidade na zona e das actividades agrícolas, a má-nutrição é ainda um problema serio entre os mais vulneráveis, sobretudo entre os doentes e os idosos.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 2.500,00 Euros.

Projecto 15/2020
Projecto: “De 1 escola a 5 aldeias”

A Capulana nasce como gesto de agradecimento a um país, a um povo: Moçambique. Os seus sócios fundadores, um casal de portugueses que cresceu em Lourenço Marques.
Em 2000 constroem um furo artesiano com bomba manual para o abastecimento de água, uma escola e também um centro de saúde, numa zona indicada pelo Padre José Maria da Casa do Gaiato de Maputo. Foram, também, construídas as infra-estruturas básicas necessárias de apoio ao centro de saúde e da escola, como uma cozinha e um refeitório. Nasce a Aldeia de Ndivinduane. Cresceu, e também construíram uma creche, um berçário, uma nova cozinha e um novo refeitório.
Os parceiros locais são: Equipa Associação Capulana em Moçambique: Prof. Rui Dauto, Educadora Deolinda Magia; Pe. António Perretta – conselheiro, apoio na distribuição dos bens e na missão evangelizadora, Irmãs da Aliança da Misericórdia – apoio na missão evangelizadora.
No ano passado com o apoio da APARF em duas aldeias próximas garantiram uma refeição diária para as crianças das Escolas das Aldeias de Mazimunhama e Mussequelane. Em 4 meses foram suficientes para aferir:
a) Aumento de pontualidade e assiduidade
b) Melhor aproveitamento escolar
c) Aumento da motivação
d) Aumento da relação escola/comunidade (com o apoio dos encarregados de educação na confecção das refeições)
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 7.500,00 Euros.

Projecto 10/2020
Projecto: Apoio ao aleitamento materno – Missão de Ocua

A equipa “Salama” é constituída por um grupo de voluntários enviados pelo Centro Missionário Arquidiocesano de Braga, a trabalhar em Pemba, Moçambique, solicitam à APARF a renovação do apoio já concedido desde 2016 para a Paróquia de Santa Cecília de Ocua, onde a APARF financiou a construção do Centro de Saúde.
O projecto apresentado “Programa de apoio ao aleitamento materno” visa contribuir para a melhoria da saúde materno-infantil e para uma melhor nutrição do bebé e da mãe, sensibilizando sempre para a importância da amamentação nos primeiros meses de vida e a da necessidade do acompanhamento médico no desenvolvimento do bebé (registo semanal de peso, vacinação…).
Pretendem dar apoio alimentar a 30 crianças e complementar com acções de formação a 30 adultos (respectivos pais/educadores).
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 4.785,14 Euros.

Projecto 9/2020
Projecto: Assistência a Doentes de Lepra

A enfermeira Estrella Arjomil pediu, em 2015, apoio à APARF para desenvolver, em Pemba, o trabalho de combate à Lepra, em total sintonia com a Direcção Provincial de combate à Lepra.
Tem dedicado todo o tempo a este projecto e ao projecto de formação e capacitação de líderes locais e formação de grupos de autocuidado. A sua dedicação é extrema. O seu elevado profissionalismo e disponibilidade são exemplo apontado ao voluntariado. “… chegámos a muitas aldeias que ninguém tinha chegado, e a outras que, pela distância, apenas eram visitadas. Criámos novos grupos de autocuidado. Foram diagnosticados muitos novos casos. Nas nossas visitas tentamos que sejam, também, de prevenção para outras doenças…
D. Luís Fernando Lisboa, Bispo de Pemba, deu pessoalmente testemunho da pertinência e do empenho no trabalho desenvolvido pela Estrella.
Entretanto, solicitou-nos a renovação do projecto para os anos 2020 e 2021 dando continuidade ao trabalho que tem desenvolvido.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 30.000,00 Euros.

Projecto 8/2020
Projecto: Bolsas de estudo Enfermeiros

A Irmã Glória Zegarra, das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Solicita à APARF o apoio no valor de 1.500,00 € para pagamento das propinas de 2 alunos que são finalistas de Enfermagem com fracos recursos económicos.
A APARF tem apoiado a formação de jovens, 4/5 por ano, desde 2009.
É conhecido da APARF o trabalho da Irmã Glória no Hospital Central da Beira (nomeadamente aquando do ciclone Idai em 2019) e como professora na Universidade Católica também na Beira.
As matrículas começaram em Janeiro e as aulas no final desse mesmo mês.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 1.500,00 Euros.

Projecto 7/2020
Projecto: Alimentação crianças Infantário/Orfanato

A Irmã Maria Freitas, da Congregação das Irmãs de S. José de Cluny, solicita à APARF a renovação do Projecto “Alimentação das crianças do Infantário/Orfanato de São José de Cluny”. A APARF tem apoiado este infantário/orfanato desde 2006.
O Infantário de S. José de Cluny, assim registado a pedido do Governo Provincial, acolhe cerca de uma centena de crianças órfãs e abandonadas, das quais muitas com problemas de saúde (HIV-Sida).
Em Tete as dificuldades são acrescidas dada a interioridade e a falta de meios de comunicação.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 7.500,00 Euros.

Projecto 5/2020
Projecto: Medicamentos e alimentação para os alunos doentes da Escola Técnica de Carapira

O Ir. Luigi Quaranta, Missionário Comboniano, responsável do Instituto Técnico Industrial de Carapira, solicita à APARF apoio para os encargos com medicamentos e alimentação diferenciada dos alunos da Escola que passam pela respectiva enfermaria: “Pretende-se com o presente projecto dar resposta a uma das grandes dificuldades que o Instituto atravessa, ou seja, a comparticipação de medicamentos e a compra de alimentos que permitam uma alimentação diferenciada para os doentes.
A Escola tem 103 alunos matriculados. A maioria dos jovens vive no internato da escola.
No último semestre a enfermaria registou um total de 267 ocorrências, tratando a maioria dos casos e encaminhando os mais complexos para os hospitais de Monapo, Nacala e/ou Nampula.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 5.000,00 Euros.

Projecto 3/2020
Projecto: “Saúde, Partilha e Solidariedade 2020”

O P. Ricardo Marques, Missionário da Boa Nova, a trabalhar na Paróquia de Maria Auxiliadora, em Pemba, solicita a renovação do pedido de apoio à APARF para continuar a ajudar cerca de 100 famílias nos bairros mais pobres de Pemba.
Iniciativa lançada em 2016, apoiada pela APARF, é de ajuda essencial a famílias com doentes de HIV, lepra, hepatite, diabetes, cólera e malária, com enormes dificuldades em poderem trabalhar.
Sabemos das grandes dificuldades de Pemba por outros actores no terreno e pelas notícias que nos chegam pelos meios de comunicação dos permanentes ataques de banditismo e ainda do ciclone Kenneth.
A Direcção da APARF decidiu apoiar este projecto pela verba de 10.000,00 Euros.